Sinopse

A poesia erótica de Maria Teresa Horta é, a um só tempo, inteiramente desabrida e contida. Desabrida, porque indica, com clareza inequívoca, as inúmeras imagens dos encontros reais ou imaginados dos corpos, da fricção dos amantes em constante excitação prazerosa. Mas contida, pela palavra cuidadosa e jamais vulgar, mesmo quando explícita; pelo ritmo que mimetiza o vislumbre concreto da prática amorosa ao invés de sua mera representação alusiva; pelo verso preciso que recobra a tradição de imagens eróticas em nossa língua.

Autor

Maria Teresa Horta
Maria Teresa Horta
Maria Tereza Horta nasceu em Lisboa e fez sua estreia no campo da poesia em 1960, com um livro de poemas cujo título é premonitório: Espelho Inicial. Jornalista de profissão, o seu nome começa por ser associado ao grupo da “Poesia 61”. Mas, a partir de 1971, devido ao escândalo que envolveu a publicação das Novas Cartas Portuguesas, do qual foi co-autora, e ao processo judicial que se lhe seguiu, passa a ser vista como um expoente do feminismo em Portugal.

Narrador

Marina Rotty
Marina Rotty
Marina Rotty, psicóloga, sexóloga e professora por formação. É escritora do blog Marina e Marcio, falando sobre swing, ménage e vida liberal desde 2011.
Casada há 20 anos e praticante da troca de casais, sua experiência pessoal somada à profissional em atendimento a casais iniciantes serviu de base para escrever seu primeiro livro O Manual Mínimo do Casal Swing. Marina ainda atua na cena liberal brasileira como organizadora do I Curso para Casais Liberais, idealizadora da Semana Liberal e Apresentadora do Sexlog TV desde 2020, tornando-se o nome de maior relevância em relacionamentos liberais.